O que liberação miofascial?

Por Bianca Pian

A liberação miofascial consiste em um método de aplicação de pressão em alguns pontos do corpo com o intuito de amassá-los literalmente, buscando maior liberdade entre o músculo e a fáscia. A fáscia é uma lâmina de tecido extremamente resistente e elástica que recobre todos os músculos do corpo, logo abaixo da pele, e permite o deslizamento perfeito dos músculos durante os exercícios. Na sua grande maioria, além de disfunções nas articulações, o que mais acontecem são restrições de movimentos por problema na fáscia. Isso faz com que nosso corpo reaja formando nódulos, que são chamados de pontos de gatilhos (trigger points), que acumulam toxinas e prejudicam o bom funcionamento de sistema musculoesquelético, alterando a coordenação, a flexibilidade e a força muscular, e mais uma vez, formando uma bola de neve que certamente vai culminar no aparecimento de lesões e impedir o desempenho no treinamento físico e o bem estar em geral.

Como será que a fáscia pode ser afetada e de que forma altera as funções do nosso organismo? As atividades da rotina, posturas inadequadas por grandes períodos de tempo, alterações posturais instaladas, fatores ocupacionais, o efeito da gravidade sobre o nosso corpo, tensões do dia-a-dia, questões emocionais, overtraining, sedentarismo, lesões e intercorrências musculares ou mesmo ósseas, entre outros acometimentos que poderão gerar contraturas, retrações musculares (que podem originar tendinopatias), fibromialgia, síndrome da dor miofascial, cansaço excessivo, envelhecimento precoce, estresse, ansiedade, dores crônicas globais, etc. Todos esses fatores reduzem a elasticidade e flexibilidade muscular, restrigindo as capacidades do corpo se movimentar, tornam mais difícil a hipertrofia e atrapalham bons resultados no emagrecimento.

Quais são seus benefícios e o que essa massagem proporcina? Alívio de dores (crônicas, tensionais, pós treino, patológicas, etc.), relaxamento muscular, maior mobilidade articular, melhora na capacidade de contração muscular. Além disso, é um treino regenerativo que tem como função a prevenção de lesões e doenças musculares crônicas. Para atletas, temos  melhora de rendimento, maior facilidade na nutrição muscular, acelerando a remoção de metabólitos, melhora da propriocepção e consciência corporal. Pode ser indicada tanto no pré quanto no pós treino, sendo que isto influenciará na finalidade da liberação. No pré treino é mais usada para diminuir a fadiga muscular, melhorar a flexibilidade e execução dos exercícios, já no pós treino, para redução da dor muscular e relaxamento.

Como é realizada? A liberação miofascial pode ser feita por um profissional que utiliza a forma manual, por meio da manipulação dos tecidos utilizando diferentes direções de deslizamento, apoios e pressões, de acordo com a necessidade e os relatos do paciente que pode dosar a intensidade e a pressão que é exercida, ou com a auto-liberação, já que existem alguns equipamentos específicos que proporcionam a liberação, enquanto você usa seu peso corporal no lugar da pressão manual terapêutica: stick (bastão), foam rollers (rolo de espuma), bolas de tênis e soft ball.

Precisa tomar cuidado e ter algum tipo de precaução? Geralmente esse tipo de massagem tende a ser dolorida, pela existência de pontos tensionados ou dolorosos. No entanto, a sensação de alívio que a sucede é tanta que vale a pena todo o esforço. Entretanto, esse fato faz com que tenhamos cuidado ao manipular ou indicar a liberação para algumas pessoas que possuam hipersensibilidade vascular ou intolerância à dor, por exemplo. Sempre lembrando do quesito individualidade, ninguém reage da mesma forma ao mesmo estímulo, afinal, são organismos diferentes e isso exige cautela em tudo que se trata de corpo humano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: