Tipos de treino de corrida

Por Jonathan da Silva

Quando começamos a correr, logo de início já aparecem alguns tipos de treinos que muitas vezes não entendemos, mas basicamente eles são regidos pela intensidade e volume que cada tem como característica marcante.

Intervaladotiro

O treinamento intervalado é definido como, um treino que intercala curtos períodos de maior esforço (estímulos de maior intensidade) com períodos de recuperação (ativos ou passivos), presentes na mesma sessão de treinamento. 

Utilizado para aumentar a absorção de oxigênio (VO2max), que consequentemente, leva à economia de energia durante a corrida. Essa economia ocorre devido a adaptações fisiológicas que ocorrem nos músculos, ou seja, os músculos têm uma melhora na capacidade de armazenar e gastar energia.

Existem evidências de que este tipo de treinamento é utilizado para potencializar o gasto calórico e a redução do percentual de gordura.

CronometroTempo Run

O treinamento Tempo Run, pode ser definido como um treino baseado no ritmo de prova alvo do atleta. Este treinamento consiste em tiros mais longos, e podem ser intercalados com períodos de recuperação.

Exemplo: Se o atleta busca completar uma prova de 5 km em 30’, recomenda-se que as séries de devem ser feitas em um ritmo de 6’/km.

Este tipo de treinamento é muito utilizado nas semanas que antecedem as provas,  a ideia principal é preparar o atleta para sustentar o ritmo de corrida durante a prova, assim, ele a completará dentro da sua meta pré-estabelecida, afastando as chances de perder rendimento por não estar em um ritmo ideal.

Fartlek

A palavra “Fartlek” é derivada do sueco e possui como significado (Correr e Brincar). 

O treinamento Fartlek é uma alternativa para sair da rotina de treino. Sua principal característica é a pouca ou nenhuma sistematização, ou seja, intensidade, duração e tipo de terreno são geralmente determinados pelo próprio atleta.

fartlekO treino é realizado em terrenos irregulares, subidas, descidas, asfalto, areia, grama, etc. Durante o percurso, o atleta deve variar o ritmo entre trotes a corrida forte.

Este treinamento promove adaptações fisiológicas importantes, como por exemplo, melhora no sistema cardiovascular, além de ser um treino estimulante e nada monótono.

Longo

lingãoO treino longo ou “longão”, é um método de treinamento voltado para a manutenção de um ritmo de corrida, geralmente um pouco abaixo do ritmo de prova por um longo período de treino, trabalhando a resistência e não a velocidade.

Este treino permite um maior conhecimento corporal, além da melhora de concentração durante a corrida.
Promove aumento da resistência cardiovascular e muscular

Sua utilização ocorre geralmente em períodos específicos de treinamento como por exemplo, algumas semanas que antecedem as provas longas, mas não podem ocorrer muito próximos a ela, evido ao grande desgaste gerado. Dependendo da distância o  último treino longo deve acontecer de 4 a 6 semanas antes da prova. 

Progressivo e Regressivo

Estes dois tipos de treinos são aplicados para que o atleta aprender a suportar alterações de velocidades, além de benefícios cardiovasculares.

O aumento ou redução de velocidades podem ser feitas de diferentes maneiras, sendo de maneira livre ou planejada previamente e de maneira gradual.

Retirado de: http://www.suacorrida.com.br/treino-finisher/glossario-dos-treinos-de-corrida/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: